[ editar artigo]

Inovação, conhecimento e transformação

Inovação, conhecimento e transformação

A inovação é a construção de um novo modelo mental. E este curso de Inovação promovido pelo Centro Europeu e a Furf provocaram em mim uma revolução no meu modo de pensar.

Ao passar pelos seis módulos propostos, baseados na Jornada do Herói, fiquei instigada a buscar novas soluções para meus anseios profissionais e em colocar em práticas minhas idéias, para logo transformá-los em projetos no mundo real.

Com as ferramentas oferecidas pelo Maurício e pelo Rodrigo durante o curso, acredito que tenho muitas possibilidades de seguir com essas propostas, sendo inovadora e me sentindo renovada.

Tenho a certeza que a satisfação que sinto agora com todo esse aprendizado não se trata de “fogo de palha”, porque o curso termina justamente com preciosas dicas para cada profissional continuar se desenvolvendo e colocar em prática os conhecimentos conquistados.

Durante chamou muito a atenção o exemplo dado sobre a arte inovadora  de Pablo Picasso e como serve para cada um de nós, nos diversos campos de atuação: antes de ele ousar no que o consagraria com o Cubismo,  Picasso aprendeu e dominou toda a pintura clássica

Assim nós também precisamos entender nossos campos de atuação para podemos inovar. É preciso conhecer para transformar. 

Sou jornalista e fui aluna do Cristóvão Tezza, durante o curso de Letras na UFPR. Ele, é um escritor consagrado e em sala de aula era de uma generosidade incrível conosco. Sendo também especialista em Linguística, a ciência da linguagem, ele dizia algo parecido: dizia que era preciso conhecer a língua para só então subvertê-la. 

Ou seja: as pretensões dos meus colegas de classe a serem grandes escritores carecia do conhecimento.

Inovar requer também a humildade de seguir aprendendo, adquirindo conhecimento e experiências de mundo.

Isso também foi destacado durante o curso, inclusive sobre as qualidades dos profissionais que se destacam hoje e se destacarão no futuro. 

As experiências também evem a partir do outro, com as conexões, as "pontes" feitas com especialistas de outras áreas. Somando conhecimentos é possível fazer novas perguntas e chegar a novas respostas. E inovar. 

Essas foram apenas algumas das lembranças e novidades que tive durante o curso. Por isso, agradeço a oportunidade de ter participado dessa jornada. 

Mundo Centro Europeu
Adriana Brum
Adriana Brum Seguir

Curitibana, jornalista, apaixonada por esportes, caminhadas peregrinas, corrida, judô, artesanato, sei fazer origami e quilling, gosto de uma boa conversa, café e o que mais você quiser me contar.

Ler conteúdo completo
Indicados para você