[ editar artigo]

A jornada da inovação

A jornada da inovação

Existe a concepção errada de que o sucesso depende do talento, e que o talento é totalmente nato. Aprendi com o Rodrigo e o Maurício que, assim como o talento, a inovação não é só sorte, mas também muito método, trabalho e estratégia.

Inovar não é só intuição, mas também planejamento. É preciso introduzir a inovação de um modo que favoreça a adoção gradual, como na Linha Outono, com um tecido revolucionário aplicado à móveis tradicionais. Deve-se dominar o tradicional para depois desconstruí-lo, como as interpretações de 'Las Meninas' de Picasso, e o exemplo da Linha Bloom do Furf. Além disso, a estratégia do oceano azul possibilita que inovações como o Cirque du Soleil criem segmentos novos, em vez de insistir em segmentos saturados, como a finada Kodak. Projetos como o Lucky Iron Fish mostram como o pensamento de design pode resolver grandes problemas com baixíssimo custo.

Inovar também é dedicação. Milhares de horas são necessárias para tornar alguém fora de série, e se deve também investir em pontes para diferentes conhecimentos. Aliar-se a especialistas, já que não podemos saber tudo, traz mais valor ao nosso trabalho. Quanto mais sabemos, segundo Gleiser, mais temos contato com o que não sabemos.

Também se inova com método. Além do Design Thinking, a conceituação traz outra camada ao projeto, mas deve ser equilibrada entre o óbvio e o abstrato. Os 3 C's (Causa, Consequência e Conscientização) estruturam os níveis de impacto em que se pode agir (na raíz, no sintoma, ou no conhecimento).

Após inovar, é importante medir. Analisar os aprendizados através da "naked truth", categorizando-os em certo, negativo ou desconhecido, promove a evolução. O sucesso pode ser mensurado pelas vendas, publicações, exposições, premiações e conexões com autoridades. Pode-se sempre aprimorar um projeto quanto à sustentabilidade social, ambiental e econômica. Uma dica valiosa é a atenção às chancelas, pois a troca com pessoas e entidades podem abrir portas inesperadas.

Finalmente, aprendi também que transmitir valores através dos seus projetos faz com que sua qualidade vá além da sua existência física. Muito além da riqueza econômica, é necessário almejar pela saúde, que possibilita a produtividade; pela conexão social, que cria pontes; e pelo tempo, que devemos administrar com inteligência.

O conhecimento precioso compartilhado pelo Rodrigo e pelo Maurício me apresentou um mindset novo. Sinto que minha "Ilha do Conhecimento" aumentou, e por isso tenho ainda mais praias para explorar. Com certeza estas descobertas me ajudarão a fazer um trabalho de mais impacto - não por sorte ou por acaso, mas com o esforço e inteligência com que inovadores como os designers da Furf deixam sua marca no mundo!

#inovacao #metodo #estrategia #esforco #furfdesign

Lista de leitura:

  • Bela Baderna, Andrew Boyd.
  • Estratégia do Oceano Azul, Kim e Mauborgne.
  • Maestria, Robert Green.
  • Fora de Série, Malcolm Gladwell.

 

Mundo Centro Europeu
Ler conteúdo completo
Indicados para você