[ editar artigo]

Se você fosse um personagem, qual seria?

Daqui 10, 20 ou 30 anos, quando sua história for contada, qual será o recado que ela transmitirá? Quando tomamos a frente e o protagonismo de nossas próprias histórias percebemos que podemos ser quem queremos ser. Tomar a posição de agente de mudança de sua própria história coloca nossa própria voz e vontade como objetivo de quem queremos ser no futuro.

Como maior insight do curso de inovação, ministrado por Mauricio Noronha e Rodrigo Brenner, fundadores da Furf Design Studio, fico com a reflexão sobre esse protagonismo que temos de nossa própria história e como é importante reconhecer essa posição e agir quanto a ela.

Ao traçar uma linha que conecte quem você é hoje a quem você quer se tornar, é possível, quase que como uma matemática, subtrair os pontos divergentes entre esses dois "eus" de tempos diferentes e então saber por onde começar e, mais importante, porque começar.

Inovação é estar em constante mudança e constante aprendizado. É reconhecer o que sabe e saber que não se sabe de tudo. É sair da zona de conforto, é olhar por outra perspectiva. Inovação é se abrir para o mundo e estar aberto para ele.

Mundo Centro Europeu
Ler conteúdo completo
Indicados para você