[ editar artigo]

É possível ser feliz na profissão? Descubra por que escolhi a Propaganda.

É possível ser feliz na profissão? Descubra por que escolhi a Propaganda.

O Boreiko nunca pensou que um dia viveria da propaganda. Hoje, é diretor do Clube de Criação do Paraná e trabalha em uma das melhores agências de comunicação de Curitiba. Inspire-se com as lições que ele aprendeu.

Quando conheci a propaganda, não achei a coisa mais legal do mundo. Soava algo bem chato. Bom, era o que pensava em 2001, nos altos dos meus 10 anos de idade. Engraçado, 18 anos depois, estou aqui falando para você porque escolhi Publicidade e Propaganda.

Então, eu te convido para conhecer um pouco mais do mundo da publicidade através da minha vivência e reflexões. Vai que você gosta também?

Já foram 9 anos trabalhando exclusivamente no Departamento de Criação. Desde estagiário até o cargo de Diretor de Arte Senior. Trabalhei em muitas agências curitibanas. Das pequenas às grandes, passando até por uma fase em que quase montei a minha própria.

Hoje trabalho com propaganda tentando levá-la praticamente ao nível de arte. Sempre fui muito observador e comecei a identificar que os melhores profissionais com quem trabalhei e os muitos outros que observava de longe seguiam essa regra a risca.

É só você dar uma olhada no trabalho atual de agências como F/Nazca Saatchi & Saatchi e da Wieden+Kennedy São Paulo. Muitas coisas mereceriam estar em uma galeria de arte.

Obviamente não é tudo o que vejo por ai que considero dignas disso. Somos bombardeados diariamente por muitas coisas ruins. Muitas são mentiras e outras são marcas tratando o seu público como otário.

Mas não foi somente o bonito que me atraiu. O raciocínio existente por trás de um anúncio, filme, ou qualquer outro formato publicitário foi o que me deu certeza que faria isso da vida.

Ainda lembro, no meu primeiro estágio, quando me deparei com um dos anúncios que me convenceria disso: Michael Jordan 1, Isaac Newton 0. Esse que está aí em cima. Foi vendo trabalhos como este e os de tantas outras agências do mundo que descobri o quanto isso era maneiro.

Nessa época eu devorava anuários dos mais diversos mercados. Eram anúarios do Clube de Criação de São Paulo (atualmente Clube de Criação do Brasil), Clube de Criação do Paraná, One Shows e muitos outros.

Uma coisa que aprendi nesses anos trabalhando na área é que a propaganda boa é feita de verdades, argumentos reais. Só assim chegamos a grandes ideias, grandes verdades. Não adianta contarmos uma mentira.

Hoje, em 5 minutos de pesquisa na internet, você vai descobrir que o que estão te falando é uma farsa. Eu descobri que a propaganda é muito mais que vender produtos. É vender ideias, hábitos e histórias.

É por isso que escolhi ir atrás das grandes verdades.

Mundo Centro Europeu
Ler matéria completa
Indicados para você