[ editar artigo]

O que os canadenses e americanos valorizam em VOCÊ, brasileiro

O que os canadenses e americanos valorizam em VOCÊ, brasileiro

Você está preparado para internacionalizar sua carreira? Os mercados norte-americanos (EUA e Canadá) e Europeu em geral gostam de contratar brasileiros por termos algumas características próprias. Descubra quais são elas! ;)

 

Em geral, um brasileiro qualificado tende a:

- Falar bem inglês ou outros idiomas (com sotaque bastante compreensível)

- Ser adaptável

- Ser criativo

- Saber fazer várias coisas, não só aquilo para que foi contratado

- Ter flexibilidade e resiliência

- Se relacionar bem com colegas de trabalho

 

Essas e outras características positivas para um empregador que busca mão de obra qualificada, faz de nós brasileiros, excelentes candidatos.

Porém isso não é tudo.

Você sabe quais são os desafios culturais que nós brasileiros podemos enfrentar nesta relação de trabalho com empregadores ou clientes norte americanos?

Temos algumas barreiras culturais a superar, e estas, muitas vezes, são as características que fazem nossa má fama lá fora.

Quem nunca ouviu um estrangeiro reclamar do tal "jeitinho brasileiro" (que nada tem a ver com flexibilidade e criatividade, mas sim com malandragem mesmo)?

Ou as famosas "voltas" para dizer a coisas? Ou ainda: dizer sim quando quer dizer não, e o contrário também?

Temos um enorme desafio pela frente: muito além de aprender a falar um idioma estrangeiro, precisamos aprender a nos comunicar de forma transparente, clara e direta. 

Veja abaixo algumas habilidades que considero essenciais para uma carreira internacional de sucesso:

 

Transparência

A falta de transparência é uma das maiores gafes que podemos cometer ao nos relacionar com profissionais norte-americanos ou europeus. 

Para eles, transparência não é nem um requisito, pois é algo que simplesmente é. Eles não estão acostumados com a falta de transparência. 

Muitos latinos tem a tendência a interpretar erroneamente a transparência quando esta não os favorece, como um ataque pessoal ou interpretando isso como "grosseria" por parte deles. 

Na verdade, para eles, em especial quando se trata de relações profissionais, os assuntos devem ser tratados com transparência simplesmente para serem resolvidos de forma assertiva, sem dramas.

Clareza e Assertividade na Comunicação

Andando de mãos dadas com a transparência, a clareza e assertividade são fundamentais na hora de se comunicar com estes profissionais.

Sabe aquelas voltas que algumas vezes damos, para explicar uma situação pisando em ovos, tentando contornar possíveis falas que podem ser mal interpretadas, para não ofender ninguém, e acabamos dando tantas voltas para entregar uma mensagem que poderia ser entrege em 4 palavras?

Pois é. Acabei de fazer isso.

A mensagem é: vá direto ao ponto.

 

Profissionalismo X Vida Pessoal

Estas falhas na comunicação acontecem principalmente pela confusão entre trabalho e vida pessoal. 

A cultura latina tende a misturar as coisas, trazendo para o trabalho temas pessoais.

Darei um exemplo de como isso pode funcionar:

Tenho uma amizade pessoal com um dos meus clientes americanos. Estabelecemos um canal de comunicação pessoal, e outros canais de comunicação profissional. Não misturamos assuntos nos canais de comunicação.

Essa separação ajuda a não levar para o lado pessoal quando ocorrem diferenças ou pontos a ajustar em nossa relação profissional.

 

Resultados X Tempo Trabalhado

No Brasil, ainda estamos acostumados a receber por tempo trabalhado. Salários são em sua maioria fixos. 

Nos EUA, além de haver o pagamento por horas de fato trabalhadas, está ocorrendo uma mudança interessante, que diz respeito aos resultados que aquele profissional entrega, muito mais do que o tempo que ele levou para realizar a tarefa.

Em meus contratos de consultoria, meus clientes não querem saber quantas horas trabalhei, nem em quais horários ou em qual local. 

Ele quer saber se no final do dia, da semana e do mês, eu cumpri com as metas e entreguei o resultado esperado.

Meritocracia é a palavra disso. 

Confiança é o que rege a relação.

 

E para haver confiança, é necessário ser transparente, claro e assertivo na comunicação desde o início dessa relação.

 

Pergunto novamente: você está preparado(a) para internacionalizar sua carreira?

Mundo Centro Europeu
Fernanda Fernandes Krassuski
Fernanda Fernandes Krassuski Seguir

Empreendedora há mais de 10 anos. Já fundou uma ONG, atuou no mercado financeiro e passou pela ONU. Trabalha 100% por conta desde 2015, quando iniciou no marketing digital. Acredita que é possível empreender de forma consciente e equilibrada.

Ler matéria completa
Indicados para você