[ editar artigo]

Me interessei por um curso de inovação e ganhei conselhos de vida.

Recebi um anúncio patrocinado sobre o curso nos stories do Instagram. Conhecia o Mauricio Noronha e o Rodrigo Brenner por conta de seus projetos premiadíssimos feitos na furf e resolvi me inscrever e aprender um pouco mais com quem é comprovadamente inovador no dia a dia.

O que eu não imaginava é que, mais do que novos aprendizados sobre o tema em si, alguns dos tópicos passados seriam conselhos de vida. Destaco alguns aqui embaixo

 

Buscar incômodos no dia a dia e agir a respeito deles.
No curso, Noronha e Brenner dizem que "tudo tem um momento que pode ficar um pouquinho melhor". Se tirarmos a frase do ponto de vista mercadológico, continua verdade. Nossos relacionamentos familiares, amorosos, profissionais... todos esses podem ficar um pouco melhores se agirmos nesse sentido quando notamos que existe algum problema.

Como gerar mudança? Sendo pessoas que fazem o possível sempre que possível.
Acho que esse é o ponto mais prático do curso e serve pra muitas áreas de nossas vidas. Somos racistas? Que a gente ouça as vozes das pessoas que sofrem com esse problema estruturalmente e diariamente. Nos preocupamos com o aquecimento global? Então que façamos a nossa parte como indivíduos, pra que na soma de todos esses movimentos tenhamos uma grande transformação. E por aí vai, adicionando qualquer tema à discussão.

Pra atingir a mudança desejada, dê um passo de cada vez.
Talvez esse seja o ponto em que mais temos problemas atualmente. Somos uma sociedade impaciente e que quer tudo pra já. Seja dinheiro, realização ou a própria mudança de atitudes/pensamentos. E dificilmente isso dá certo. Aprender que existe uma teoria sobre como com um passo de cada vez é possível chegar em grandes mudanças foi bastante interessante.

3Cs do impacto
Existem 3 pontos em que podemos criar transformações e é um conceito extremamente aplicável. Comecei a usar esse pensamento no meu dia a dia como publicitário e alguns projetos foram resolvidos a partir do pensamento nesses três momentos passíveis de mudança.

Conceituar é brincar de equilibrista
Outro ponto interessantíssimo. Ao mesmo tempo que os projetos devem ter uma camada para surpreender e ser descoberta, eles não podem ser extremamente misteriosos. Assim, tentar sempre ficar mais próximo de um meio-termo é a melhor opção, atingindo mais pessoas.

 

O último conceito é: pense em como seria um documentário da sua vida. Eu também gosto de pensar que cada dia que passamos é uma nova linha de nossas biografias, com novos personagens, possibilidades, cenários. Alguns anos são capítulos extensos e empolgantes, outros desejaríamos que durassem apenas algumas linhas.

Mas a pergunta que te faço agora: você vai querer que esse capítulo da sua vida passe sem que esse curso e o conhecimento adquirido nele faça parte da sua vida?

Mundo Centro Europeu
Ler conteúdo completo
Indicados para você