[ editar artigo]

Home office: o futuro!

Home office: o futuro!

Home office é um caminho sem volta. Quem participar desse modelo, cuja presença no escritório não é mais sinônimo de produtividade, ganhará vantagem competitiva — e a satisfação dos funcionários.

 

"Até 2020, quase 90% das corporações devem oferecer aos funcionários alguma modalidade de trabalho à distância. Essa é uma projeção global feita pela empresa de tecnologia Citrix a partir de uma pesquisa com 1.900 executivos em 19 países, incluindo o Brasil. Se nos Estados Unidos o home office já é uma realidade abrangente (com 88% dos empregadores tendo políticas estruturadas, segundo um estudo da associação americana WorldatWork), por aqui os números ainda são conservadores — mas crescentes."  Revista Exame 

Para alcançar essa evolução do home office, no entanto,  é preciso romper com a visão de liderança matricial, ainda presente nas empresas. Modelos com um único gestor à frente de projetos e áreas de atuação que não conversam entre si podem impedir o desenvolvimento da colaboração horizontal, desvalorizando os benefícios do ambiente de trabalho digital.

O progresso tecnológico permite que pessoas criem e compartilhem experiências enquanto trabalham de casa, de um restaurante, da praia ou de qualquer outro local que estejam.  Resta a cada um de nós sermos, efetivamente, colaboradores dessa nova realidade.

 

Vantagens do HOME OFFICE!

 

 

Flexibilidade

A flexibilidade de horários é um ponto chave no Home Office, afinal é possível organizar seu tempo e realizar suas tarefas no momento em que se sente mais concentrado.

Conforto

Além de tudo, você terá ainda todo o conforto que você sempre quis em seu escritório. Pode organizar o ambiente da forma que imaginar e propiciar assim muito conforto, que pode ser transformado em motivação para fazer os trabalhos da melhor maneira possível.

Menos estresse no trânsito

Além de reduzir o volume de pessoas no trânsito, não ter que se deslocar para trabalhar diariamente poupa tempo e evita desgaste, principalmente para quem mora em capitais e grandes cidades, onde os horários de pico costumam ser caóticos.

Economia

Com um número menor de pessoas trabalhando presencialmente, o resultado é a redução de recursos, gerando menos gastos com energia, água, insumos, utensílios de escritório, equipamentos, manutenção e reformas do espaço, entre outros.

Além disso, há uma economia muito grande com o uso de espaços alugados. É muito comum na administração pública a locação de prédios inteiros para uso de órgãos de governo quando não há prédios próprios suficientes para comportar o corpo técnico.

Ecologicamente correto

Não usando o carro todos os dias para trabalhar, a pegada ecológica – o impacto ambiental gerado por cada um diariamente – é reduzida, pois deixará de gerar gás carbônico, uma das principais substâncias responsáveis pela poluição do planeta.


E você, o que acha desse novo formato de trabalho?

Mundo Centro Europeu
Filipe Bender
Filipe Bender Seguir

Arquiteto e Urbanista pela PUC PR em 2009 especialização em Design de Interiores e Lightdesign pela UP 2017. Mentor dos cursos do Núcleo Decor do Centro Europeu: *Garden Design, Decoração de Ambientes, Design de Interiores e o Novo Design.

Ler matéria completa
Indicados para você