[ editar artigo]

Fotografar é ver com o coração

Fotografar é ver com o coração

É necessário ter um tempo para estudar, pesquisar, buscar inspiração, entender o equipamento que tem nas mãos para depois praticar, praticar e praticar!

Sem dúvida, o conhecimento fotográfico técnico é fundamental, é o que nos distingue do fotógrafo amador.

Com tanta novidade, quando estamos nos primeiros passos, é comum perdermos um dos fatores que nos fazem “criar” imagens incríveis. A tal da sensibilidade!

Quando conhecemos a técnica, muitas vezes nos sentimos confortáveis para clicar sem colocar o coração na mesma linha do olho, como já dizia Henri Cartier -Bresson.

Faça desse ato uma paixão. As nossas paixões nos fazem felizes, nos alegram, por isso precisamos cultivá-las!

Junte-se a outros fotógrafos, participe, ensine o que sabe, faça disso seu crescimento.

No momento de apertar o botão de disparo quem pulsa é o coração, ele é quem comanda as melhores fotos do mundo! As que nos fazem rir, chorar, protestar, criticar.

Divirta-se fotografando, pense que você está produzindo algo único e é seu momento de autor.

Seja um fotógrafo mais leve, que o resultado será incrível!

Clique sem culpa, e invista na sensibilidade do seu olhar!

Leia mais sobre a fotografia como uma forma de criar arte. ;)

 

Créditos da foto:

O casal de fotógrafos Anna Devis e Daniel Rueda, abusa da criatividade, viajando pelo mundo em busca de formas, texturas e cores na arquitetura. O resultado são belas imagens com uma estética agradável e divertida.

 

Tânia Buchmann - Fotógrafa, Socióloga, Supervisora do Curso de Fotografia onde ministra aulas, e supervisiona tbém as Especializações de Fotografia Autoral e de Fotografia de Família no Centro Europeu. Autora de livros de fotografia e cinema tem seu trabalho voltado a fotografia autoral. 

Mundo Centro Europeu
Ler matéria completa
Indicados para você