[ editar artigo]

Fibras têxteis. Quais escolher?

Fibras têxteis. Quais escolher?

Fibras? O que são? De onde vêm? Como vivem? Quem é ligado em Moda, Arte e Design não pode perder essa verdadeira aula da nossa professora de Design de Moda Fabianna Pescara. 

Fibras? O que são? De onde vêm? Como vivem??? 

Pois é minha gente, elas são a origem dos nossos queridos têxteis e suas características são fundamentais para o comportamento do futuro fio, tecido ou malha .


O assunto é extenso e com muitos detalhes. Normalmente as fibras naturais e artificiais são confundidas, já que ambas acabam por ter aparência e textura semelhante, porém suas características finais e seus impactos não são os mesmos.


A fibra de origem natural vem "pronta" da natureza, é plantada, colhida ou criada (nossos bichinhos). O exemplo mais conhecido e usado por nós é o algodão.

Já as fibras de origem artificial estão disponíveis na natureza (em estado vegetal principalmente), mas precisam passar por processos químicos para se tornar um material maleável, resistente e que possa ser fiado.

Sendo assim, vamos falar sobre a fibra de Viscose?

A viscose, como todo têxtil, tem suas características positivas e negativas.  Tanto o bom, quanto o “não tão bom”, aparece no processo de vestuário tecnicamente falando, ou na relação com a sustentabilidade.

A viscose entra em grande quantidade no mercado do vestuário e seu uso causa divergências. A fibra é de origem artificial, o que quer dizer que está no meio ambiente, porém passa por processos químicos pesados para se tornar um fio, tecido ou malha.

Todo esse processo tem um alto gasto de recursos (água, energia...) que na maior parte dos casos não serão adequadamente tratados ou repostos.

Também tem desperdício, além da derrubada de florestas inteiras, em grande parte das Américas, para a obtenção da celulose.


Sim, é madeira!


Mas dá pra fazer de madeira de reflorestamento? Sim, mas mesmo desse modo o impacto é grande.


Vamos fazer um boicote! Pode até ser, mas dá pra refletir e pesquisar um pouco mais. Ela é super confortável, macia, fresca, barata e biodegradável :)


Dura pouco, amassa muito, encolhe, é barata e não pode ser reciclada :(


Ela vai sumir do mapa? Possivelmente não.


O que fazer? Pesar todos os pontos e ver se essa fibra se enquadra nos padrões éticos, estéticos e ideológicos da sua marca. Tentar buscar viscoses de procedência confirmada também é importante (geralmente as grandes marcas trabalham com elas) ou outras fibras artificiais da mesma "família", com comprovação de procedência, tais como Modal, Tencel, Lenzing (veja se tem TAG certificado).


Quer conversar mais sobre o assunto? Joga aí nos comentários!

Para pensar: Algodão, Viscose, Celulose, Madeiras, fibras naturais, fibras artificiais, sustentabilidade.

 

Sou Fabianna Pescara (pode me chamar de Fabi) professora de Materiais Têxteis aqui no Centro Europeu. Sou das Artes e da Moda, estilista, figurinista, consultora e professora. Qualquer coisa é só chamar ;) 

Mundo Centro Europeu
Fabianna Pescara
Fabianna Pescara Seguir

Desenvolvo trabalhos nas áreas de moda, figurino cênico, teatro, artes visuais e educação. Graduada em Artes (FAP), Técnica em Estilismo em Confecção Industrial (SENAI CIETEP-Curitiba/PR.) e Especialista em Moda e Gestão.

Ler matéria completa
Indicados para você