[ editar artigo]

Esqueça o português e participe do mundo

Esqueça o português e participe do mundo

Existe uma dominância inquestionável da língua inglesa nos campos da ciência, comércio e política. É inquestionável a prefêrencia pelo inglês como lingua franca em diversas interações internacionais. Pesquisadores, cientistas, empresários, professores, palestrantes precisam encontram uma maneira de apresentar seus serviços claramente com o maior alcance possível. E o caminho é o domínio da língua inglesa.

Isso não se deve apenas pelo domínio cultural e econômico que os Estados Unidos tem no mundo moderno. A língua inglesa possui diversas características que facilitam o entendimento e transmissão de informação, por ser rápida, simplificada e direta.

Conjugar verbos em inglês é muito simples. Por exemplo: o verbo "to walk" (andar), incluindo formas presentes, passadas e futuras, tem apenas 4 formas: walk, walks, walked, walking. Esse mesmo verbo em português tem muito mais conjugações e modos. São 25 formas, variações dentro dos modos: indicativo, subjuntivo e imperativo. E lembre-se que temos 6 pronomes pessoais: eu, tu, ele, nós, vós, eles. Portanto, sim, temos 150 formas (25 x 6) para o verbo "andar". Claro, algumas vezes a forma se repete, mas mesmo assim, veja que absurdo! Quem não se lembra de fazer listas e mais listas de conjugações de verbos nas aulas de português? Tremo de pavor só de lembrar. 

Além de ter conjugações simplificadas, o inglês faz muito uso de "phrasal verbs", frases verbais que assumem um significado diferente, porém sensato, das palavras utilizadas. Isso acelera a comunicação e evita muitos sons produzidos (e letras escritas) de uma forma considerável. Como por exemplo: "break up", que equivale a "separar completamente". Conte as sílabas aí, os fonemas que são utilizados. 2 a 8. Outro exemplo: "run into", que equivale a "se deparar com algo inesperadamente". 3 a 14. Esses são apenas 2 exemplos que ilustram a praticidade e velocidade da língua inglesa.

Enfim, considerando países onde o inglês não é o idioma local, alguns países tem uma proporção enorme entre artigos publicados em inglês vs. idioma local. De acordo com um levantamento da Scopus, na França é publicado 7 vezes mais em inglês do que o idioma local: francês. Na Alemanha, 9 vezes mais. Na Itália, 30 vezes mais. Na Holanda, é publicado 40 vezes mais em inglês do que em holandês!

No Brasil, a proporção é muito menor. Cerca de 2 artigos em inglês para 1 em português. Isso mostra que o domínio de inglês no Brasil não é uma coisa comum. 

Portanto, não deixe pra depois! Torne-se um cidadão do mundo e não apenas do Brasil! Aprenda inglês com o Centro Europeu, e se qualifique para participar desse mundo internacional, cheio de oportunidades, cultura e conhecimento.

Mundo Centro Europeu
Ler matéria completa
Indicados para você